PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Modelo brasileira morre após complicações em procedimento estético

Foto: Reprodução/Lygia Fazio/Instagram

Complicações após aplicação de silicone industrial e PMMA resultaram na morte da modelo.

Lygia Fazio, modelo e jornalista, morreu na quarta-feira (31), em São Paulo, aos 40 anos. A informação foi confirmada em sua conta oficial do Instagram.

Lygia estava internada há quase um mês devido a complicações após uma cirurgia em que foram aplicados silicone industrial e PMMA em seus glúteos.

As substâncias se espalharam pelo corpo de Fazio, causando infecções e um acidente vascular cerebral (AVC).

“Infelizmente nossa guerreira fez a passagem. Agradecemos mais uma vez todo o apoio”, dizia uma das notas publicadas em seu perfil do Instagram.

O velório ocorreu na quinta-feira (1º) em Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo. Lygia deixa dois filhos, Davi e Thor.

As amigas de Fazio criticaram fortemente o uso de PMMA em postagens em seu perfil.

“Gente, até quando esses médicos assassinos vão colocar PMMA nas pessoas? Isso é crime! Tem que ser proibido. Descanse em paz”, escreveu uma.

Em uma entrevista ao programa “Superpop”, da Rede TV!, em março de 2022, Lygia detalhou sua decisão de aplicar as substâncias em seu corpo em 2013.

Na época, a pressão estética e comentários do namorado contribuíram para sua escolha pelo procedimento. Porém, ela sofreu com complicações decorrentes das aplicações, que levaram à necessidade de retirar as substâncias.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE