PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Cérebros dos cachorros estão crescendo: cientistas não conseguem explicar o motivo

Foto: Kálmán Czeibert/Divulgação

O tamanho do cérebro de raças de cães que se desenvolveram recentemente intriga pesquisadores.

Pesquisadores descobriram que raças de cães que evoluíram nos últimos 150 anos têm crânios maiores, um fenômeno que intriga a comunidade científica.

De acordo com o estudo, que comparou os crânios de 859 animais, incluindo 159 raças de cães e 48 espécies de lobos, o cérebro de um lobo é 24% maior do que o de um cão de tamanho semelhante.

No entanto, a descoberta surpreendente foi que o cérebro de raças de cães geneticamente mais distantes dos lobos tende a ser maior.

Os pesquisadores sugerem que a domesticação pode ter desencadeado a redução de partes do cérebro canino.

Por viver em um ambiente mais seguro e não na natureza selvagem, os cães puderam diminuir as atividades cerebrais relacionadas à sobrevivência, como escolher parceiros, estar alerta a predadores e espreitar caça.

A equipe inicialmente buscou verificar se as funções específicas desempenhadas por algumas raças, como cães de pastoreio ou caça, resultaram em diferenças no tamanho relativo de seus cérebros.

Entretanto, a diferença genética entre as raças e os lobos foi o único fator significativo na determinação do tamanho dos cérebros.

Enikő Kubinyi, pesquisador do estudo, comentou: “Não conseguimos explicar isso com base nas tarefas ou características da história de vida das raças, então podemos apenas especular”.

Kubinyi sugere que “talvez o ambiente social mais complexo, a urbanização e a adaptação a mais regras e expectativas tenham causado essa mudança, afetando todas as raças modernas”.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE