Globo demite jornalistas no Rio, São Paulo e acaba com revista Galileu

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

A semana começou com muitas demissões em empresas do Grupo Globo.

E a Globo não para de demitir.

Depois de promover centenas de demissões no Rio de Janeiro neste mês de novembro, a emissora passou a dispensar funcionários em São Paulo.

Segundo fontes sindicalistas ouvidas pelo colunista Ricardo Feltrin, do UOL, dezenas de colaboradores do jornalismo foram desligados segunda-feira (18/11).

São veterano, ou seja, funcionários com maior tempo de casa e, portanto, com maiores salários.

Os alvos iniciais foram editores e repórteres, mas os cortes vão ser generalizados e atingir outros setores da Globo em São Paulo, destaca o colunista.

Na terça-feira (19/11), houve mais demissões no Grupo Globo, informou o portal Metrópoles.

Desta feita, foram cortados 37 jornalistas do jornal O Globo, maior publicação impressa da empresa, e do jornal Extra.

Especula-se que o número de demitidos possa passar dos 40 até o final da semana.

Também foi anunciado o fim da edição impressa da revista Galileu, voltada para assuntos científicos.

A revista deve continuar apenas na internet.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

COMENTÁRIOS

VEJA TAMBÉM

Gostou deste artigo?

Cadastre seu email e receba novidades em sua caixa de mensagens e fique sempre atualizado e informado.

CURTA o CPN

Que tal curtir nossa página?