PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Petroglifos de 2.700 anos são descobertos na Suécia

Foto: Foundation for Documentation of Bohuslän’s Rock Carvings

Os desenhos retratam humanos, animais e navios, e podem ter servido como marcadores territoriais ou narrativas pictóricas.

No oeste da Suécia, pesquisadores descobriram cerca de 40 petroglifos – desenhos gravados em pedra representando pessoas, animais e navios – datados de aproximadamente 2.700 anos atrás.

A rocha de granito íngreme que abriga as gravuras já fez parte de uma ilha, e suas inscrições só poderiam ter sido feitas a partir de um barco ou uma plataforma construída sobre o gelo.

O local da descoberta, Bohuslän, é uma província conhecida por ter revelado diversas gravuras em pedra para a arqueologia, incluindo as artes da Idade do Bronze de Tanum, que foram designadas como Patrimônio Cultural Universal pela UNESCO.

A equipe de cientistas estava procurando por petroglifos na área quando encontrou a rocha, que estava coberta de musgo. Depois de limparem o musgo, as gravuras foram reveladas e tiveram que ser acessadas a partir de uma plataforma.

Foto: Foundation for Documentation of Bohuslän’s Rock Carvings

As imagens gravadas incluem navios, figuras animais e humanas, inclusive o que parece ser a representação de cavalos, considerando as quatro patas e outras características. O maior dos petroglifos mede 4 metros de comprimento e retrata um navio, enquanto a maioria das figuras tem de 30 cm a 40 cm.

Os petroglifos foram criados pressionando pedras duras contra a superfície de granito, revelando uma camada subjacente branca. Isso teria feito com que os glifos fossem altamente visíveis na época, seja vistos da terra firme ou a bordo de navios que passavam.

Os pesquisadores ainda não conseguem determinar com precisão o propósito das marcas, mas acredita-se que possam ter sido feitas para demarcar posse. Outra teoria é que, se foram feitas em um curto período de tempo, poderiam ter servido para contar uma história, representando uma narrativa através das imagens.

Algumas das figuras são repetidas várias vezes, como carruagens e figuras animais. De acordo com especialistas, essa é uma característica comum nas artes que apresentam uma cronologia de eventos. O sítio arqueológico com os petroglifos foi descoberto no início de maio, mas pesquisas mais aprofundadas ainda estão sendo realizadas.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE