PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Vídeo mostra tubarão comendo turista no Mar Vermelho do Egito

Foto: Reprodução / NY Post

O resort de Hurghada se torna palco de uma tragédia quando um tubarão-tigre ataca mortalmente um cidadão russo.

Um dia ensolarado no famoso resort de Hurghada, no Egito, foi brutalmente interrompido por um incidente horripilante na última quinta-feira.

Um cidadão russo, aproveitando o dia nas praias paradisíacas do Mar Vermelho, encontrou um fim trágico em um ataque de tubarão, conforme confirmado pelo Consulado Geral da Rússia na cidade e por duas fontes de segurança egípcias.

O culpado, identificado pelo Ministério do Meio Ambiente do Egito como um tubarão-tigre, foi mencionado em uma nota publicada no Facebook. No entanto, detalhes adicionais sobre a vítima foram deliberadamente omitidos.

Confira o vídeo:

Com a situação sob controle, uma equipe do Ministério, em colaboração com outros funcionários, logrou capturar o predador marinho.

Como medida de precaução adicional, as autoridades locais decidiram suspender todas as atividades aquáticas – incluindo natação e mergulho – em várias praias vizinhas ao local do ataque.

Testemunhas oculares do evento fatídico relataram a cena de desespero e horror. Um mergulhador, que chegou pouco depois do ataque, descreveu como pessoas correram para socorrer a vítima assim que um salva-vidas de um hotel próximo deu o alarme. No entanto, apesar dos esforços coletivos, o socorro não chegou a tempo.

A vítima foi identificada pela agência de notícias russa TASS como um russo nascido em 1999, residente no Egito e não um turista.

Respondendo ao incidente, o Consulado Russo emitiu uma nota em seu canal oficial no Telegram, aconselhando os turistas russos a permanecerem vigilantes ao entrarem na água e a respeitarem estritamente as proibições de natação impostas pelas autoridades locais.

O evento trágico serve como um doloroso lembrete dos riscos que podem surgir mesmo nas férias mais idílicas, sublinhando a importância da cautela e da aderência às orientações de segurança locais.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE