PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Veterano da Força Aérea diz que EUA esconde informações sobre alienígenas

Foto: Reprodução

A confissão surpreendente de um ex-oficial: alegações de veículos extraterrestres recuperados e desinformação sistemática.

A sempre repleta de mistério e controvérsia esfera dos OVNIs ganha um novo capítulo com a aparição de um informante que traz à tona alegações audaciosas.

David Grusch, um veterano da Força Aérea dos EUA, decide compartilhar sua experiência e conhecimento, fazendo ressurgir a pergunta que tem atormentado a humanidade desde tempos imemoriais: Estamos realmente sozinhos no universo?

A história de Grusch foi primeiramente divulgada pelos autores Leslie Kean e Ralph Blumenthal no portal de notícias The Debrief. Suas credenciais e experiência tornam sua história difícil de ser simplesmente descartada.

Pouco após a publicação, o renomado jornalista Ross Coulthart realizou uma entrevista exclusiva com Grusch para a News Nation, onde as alegações deste ex-oficial da Força Aérea foram expostas de maneira mais contundente.

Segundo Grusch, o Governo dos Estados Unidos tem mentido para o povo americano há décadas. O veterano afirma que a administração tem em posse “diversos” destroços de espaçonaves de origem não-humana.

Grusch decidiu revelar esta informação agora, amparado por uma lei recente que garante melhor proteção aos informantes ao denunciar irregularidades do próprio governo.

Esta legislação também permite que estes informantes revelem detalhes de documentos classificados ou conteúdos considerados de importância para a segurança nacional.

Em suas palavras a Coulthart, Grusch detalhou:

“Estamos recuperando veículos técnicos de origem não-humana, chamem de espaçonaves se preferirem, veículos exóticos de origem não-humana que aterrissaram ou sofreram acidentes. No início, achei que era totalmente absurdo e pensei que estava sendo enganado. Mas as pessoas começaram a confiar em mim. Me abordar. Muitos dos oficiais de inteligência sênior, com quem trabalhei durante quase toda a minha carreira, confidenciaram que faziam parte de um programa. Existe uma sofisticada campanha de desinformação direcionada à população dos EUA, que é extremamente antiética e imoral. Definitivamente, não estamos sozinhos. Os dados apontam, de maneira bastante empírica, que não estamos sozinhos. Quando você recupera algo que aterrissou ou sofreu um acidente, às vezes encontra pilotos mortos e, acredite ou não, por mais fantástico que pareça, é verdade.”

Esta bombástica revelação certamente reacenderá o debate público e científico sobre a existência de vida extraterrestre, colocando mais uma vez sob suspeita as alegações oficiais de que estamos sozinhos no universo.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE