PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Candy Montgomery: dona de casa matou melhor amiga com 41 machadadas

Foto: Tina Rowden/ HULU

Minissérie conta a história de mulher que teve um caso extraconjugal com o marido da amiga antes de cometer o crime

Candy Montgomery parecia ser uma dona de casa americana comum e religiosa, mas em 3 de junho de 1980, ela chocou a cidade de Wylie, no Texas, ao matar a sua melhor amiga, Betty Gore, com 41 machadadas. 

Hoje com 73 anos, a história da assassina é retratada na minissérie “Amor e Morte”, da HBO Max, protagonizada por Elizabeth Olsen, e que estreou nesta sexta-feira (29) na plataforma de streaming.

A vida de Candy era pacata, com uma típica rotina de uma dona de casa moradora do Texas. Ela era professora de religião da comunidade e dona de uma pequena empresa de decoração, além de ser admirada e querida pelos colegas de igreja. 

Porém, tudo mudou quando ela conheceu Betty e Allan Gore, um casal que também frequentava os cultos.

Candy se tornou amiga de Betty, uma professora do primário casada com Allan, com quem tinha uma filha. 

Candy e Allan começaram um caso extraconjugal, mas com algumas regras para que o romance desse certo. Mesmo traindo a esposa, Allan teve a sua segunda filha com Betty, o que fez com que ele se afastasse da amante para se dedicar à família.

No dia 3 de junho de 1980, Betty foi buscar o maiô de sua filha que tinha ficado na casa dos Montgomery. 

Durante o encontro das duas, a visitante teria confrontado Candy, dizendo saber do caso que Candy manteve com seu marido. 

Betty teria pedido à Candy para nunca mais transar com Allan, mas mesmo assim se descontrolou e foi para cima da amiga. Candy deu 41 machadadas em Betty.

Apesar de ter assumido a autoria do crime, Candy alegou autodefesa. O júri do caso considerou Candy inocente, o que gerou polêmica. 

Anos depois, ela mudou o nome para Candy Wheeler e trabalhou como terapeuta familiar no estado de Georgia, nos Estados Unidos.

A série da HBO Max, “Amor e Morte”, protagonizada por Elizabeth Olsen e com Jesse Plemons e Krysten Ritter no elenco, retrata toda a história de Candy Montgomery e o crime cometido por ela. 

Essa não é a primeira produção a contar a história de Candy: em setembro de 2022, o Star+ lançou “Candy”, outra produção sobre a assassina.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE