PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Como preservar o cérebro e evitar o declínio cognitivo, segundo cientista

Foto: Tarciso Morais / CPN-News

Marc Milstein, autor de “The age-proof brain”, compartilha dicas para manter a saúde cerebral ao longo da vida.

Você já ouviu falar sobre como cuidar do seu cérebro e evitar o declínio cognitivo? O cientista e pesquisador Marc Milstein, autor de “The age-proof brain” (“O cérebro à prova de envelhecimento”), traz algumas dicas valiosas.

Milstein afirma que as escolhas que fazemos em nosso estilo de vida estão fortemente associadas ao declínio cognitivo. Um dos pontos cruciais é garantir noites de sono reparador.

Durante o sono, o cérebro se retrai, eliminando resíduos tóxicos pelo sistema linfático. Para isso, é necessário dormir um número suficiente de horas e em um ambiente escuro.

Foto: Divulgação

O pesquisador também destaca a importância de uma alimentação saudável, exercícios físicos e engajamento social. Ele recomenda a “mind diet”, rica em grãos, legumes, verduras e peixes com ômega 3, além de evitar ao máximo alimentos ultraprocessados. Sobre suplementos, ele sugere fazer exames de sangue regulares para verificar a necessidade de suplementação.

Para ilustrar a importância do engajamento social, Milstein cita um estudo realizado com freiras na faixa dos 80 aos 90 anos. Apesar de apresentarem sinais de declínio neurológico nas imagens de ressonância magnética, elas se mantinham ativas e sem sintomas, provavelmente devido à sua interação social.

Milstein também criou um acrônimo usando as letras da palavra BRAIN (cérebro) para servir como um guia para as pessoas:

  1. Balance (equilíbrio): trabalhe seu equilíbrio e fique alerta a sinais de que ele está falhando.
  2. Recall (lembrar): teste sua memória para mantê-la afiada. Concentre-se por dez segundos na informação que deseja reter.
  3. Assessment (avaliação): analise seu próprio estado e tome providências, como tratar a apneia noturna, por exemplo.
  4. Intensity of walking (intensidade da caminhada): caminhe de forma vigorosa por pelo menos seis a dez minutos por dia.
  5. Number (número): que idade você se dá? Pessoas que se sentem mais jovens do que sua idade cronológica têm cérebros mais jovens nas imagens de ressonância magnética.

E você, já cuida do seu cérebro? Compartilhe essas dicas e converse com seus amigos sobre a importância de um estilo de vida saudável para a saúde mental!

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE