PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Estudante come obra de arte com banana durante exposição icônica

Foto: Kim Kyoungtae/Maurizio Cattelan/Leeum Museum of Art

A obra “Comedian”, do artista Maurizio Cattelan, já foi vendida por US$ 120 mil e causou polêmica ao redor do mundo.

Uma exposição de arte na Coreia do Sul ganhou destaque na mídia internacional quando um estudante de arte decidiu comer a banana colada na parede como parte da obra de Maurizio Cattelan, “Comedian”.

O incidente aconteceu no Leeum Museum of Art em Seul, onde a obra estava em exibição.

O porta-voz do museu relatou que o estudante comeu a banana porque estava com fome e colou a casca de volta na parede após mastigá-la. A casca foi posteriormente substituída pelo museu por uma banana fresca.

A obra “Comedian” se tornou um dos momentos virais mais icônicos da história da arte recente ao ser vendida por US$ 120 mil na Art Basel Miami Beach em 2019. Outras duas edições da obra também foram vendidas na feira.

Cattelan é conhecido por criar peças satíricas que desafiam a cultura popular e provocam debates em torno da arte conceitual. A exposição individual de Cattelan, “WE”, está em exibição no museu de Seul até 16 de julho.

A própria banana é trocada regularmente a cada dois ou três dias e não está à venda.

Não é a primeira vez que a obra “Comedian” chama a atenção do público. Em 2019, o artista performático David Datuna arrancou e devorou a banana durante uma exibição na Art Basel em Miami. Mais tarde, ele defendeu o ato como uma performance artística.

Perrotin, galeria que vendeu a obra de arte, disse à CNN que as bananas são “um símbolo do comércio global, um duplo sentido, bem como um dispositivo clássico de humor”, acrescentando que Cattelan transforma objetos mundanos em “veículos de prazer e crítica”.

O artista não forneceu instruções aos compradores sobre o que fazer quando a obra começa a se decompor.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE