PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Homem é preso em aeroporto por portar “canudo de vampiro” em bagagem de mão

Foto: Reprodução / TSE New England

Canudo de titânio com ponta pontiaguda é uma ferramenta de autodefesa multiuso, mas pode ser considerado ilegal em algumas localidades.

Um homem foi preso em abril no Aeroporto Internacional de Boston por supostamente carregar um “canudo de vampiro” em sua bagagem de mão.

Apesar de o nome do dispositivo evocar imagens de Drácula e morcegos sugadores de sangue, os canudos na verdade não têm nada a ver com vampiros.

Eles são uma ferramenta de autodefesa multiuso, vendidos por empresas como a Szabo Inc., por US$ 85 (cerca de R$ 424).

Além de permitir que o usuário beba shakes ou smoothies espessos, o canudo é projetado para autodefesa e é longo o suficiente para ser usado como uma adaga. Ele pode ser facilmente transportado em público sem chamar a atenção e também pode ser usado para esvaziar pneus.

A ponta esculpida do canudo é afiada o suficiente para perfurar a maioria dos materiais sintéticos. Várias outras empresas também anunciam canudos de titânio para autodefesa.

A legalidade de carregar um canudo de vampiro depende das leis locais sobre facas. Em Massachusetts, onde o homem foi preso, é ilegal portar certos “instrumentos pontiagudos”, incluindo estiletes e adagas.

Os policiais estaduais e a Administração para Segurança dos Transportes (TSA, na sigla em inglês) descobriram que o canudo “se encaixa nessa categoria”.

Os infratores podem ser multados ou condenados a até cinco anos de prisão se tiverem acusações criminais anteriores. Além disso, a TSA proíbe o transporte de objetos pontiagudos na bagagem de mão.

Por isso, é importante estar atento às leis locais e às políticas das companhias aéreas antes de viajar com itens que possam ser considerados ilegais ou perigosos.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE