Saiba como transportar seu pet corretamente e com segurança

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Dirigir com os pets de maneira inadequada pode causar acidentes e render multas ao motorista.

É comum ver alguém dirigindo com seu cachorro no colo ou solto no carro.

Embora você pense que não tem nenhum problema nisso, essa atitude representa um risco para sua segurança.

Assim como os passageiros, o pet também precisa estar acomodado de maneira correta dentro do veículo.

Dessa maneira, você evita acidentes e até mesmo multa, conforme descrito no Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Artigos:

Art. 169: Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança:

  • Infração – leve;
  • Penalidade – multa.

Art. 235: Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados:

  • Infração – grave;
  • Penalidade – multa;
  • Medida administrativa – retenção do veículo para transbordo.

Art. 252: Dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas;

  • Infração – média;
  • Penalidade – multa.

Maneira seguras de transportar cães e gatos no carro

O transporte de animais de estimação exige alguns cuidados básicos em prol da segurança.

Por isso, acompanhe algumas soluções para você passear com seu pet sem perigo e dentro da lei.

Caixa de transporte

Uma das opções mais seguras para transportar os animais no carro é usar uma caixa de transporte.

Por isso, escolha uma caixa adequada, que possibilite que o animal fique em pé dentro e consiga dar uma volta.

Além de comportá-los bem, essa forma de transportá-los evita acidentes e impede possíveis fugas.

Cinto peitoral

Outra maneira segura de transportar seu pet dentro do carro é o uso de um cinto peitoral apropriado para cães.

Esse acessório é vendido em lojas especializadas para pets e tem opções tanto para cães de médio quanto de grande porte.

O cinto peitoral é estofado e possui um engate que é fixado na trava do cinto de segurança do veículo. 

Ele limita a movimentação do animal no carro e, em casos de acidente, evita que o cão seja lançado para frente.

Cadeirinha

Já existe no mercado algumas cadeirinhas especializadas para cães e gatos.

Elas são encaixadas no encosto da cabeceira do banco traseiro.

Porém, o animal deve ser de pequeno porte, pois ele vai no interior dessa cadeirinha e seu peitoral é prendido, evitando-o de pular para fora.

Além disso, o cinto de segurança do veículo fixa a cadeirinha no banco, aumentando ainda mais a segurança.

Grade de segurança

Caso seu animal seja grande demais, além do cinto de segurança, é necessário que você providencie uma grade de proteção.

Ela é colocada entre o banco de trás e a parte da frente do carro.

Essa grade tem de vários materiais e formatos.  

Com ela, seu cão curioso não vai conseguir colocar a cabeça do seu lado, evitando assim a distração.

Cuidados

Apesar de todas essas opções de transporte, não é todo animal que gosta de passear de carro.

Portanto, para evitar um estresse ao bichinho, deixe sempre o veículo bem ventilado, fresco e arejado.

Além disso, evite dar muita comida para o seu pet quando for fazer uma viagem longa, para evitar uma má digestão no animal.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

COMENTÁRIOS

VEJA TAMBÉM

Gostou deste artigo?

Cadastre seu email e receba novidades em sua caixa de mensagens e fique sempre atualizado e informado.

CURTA o CPN

Que tal curtir nossa página?