Saiba como cuidar da saúde mental dos idosos durante a quarentena

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Durante este momento de isolamento, é necessário redobrar os cuidados com a qualidade de vida dos idosos.

Desde que o novo coronavírus chegou ao Brasil, a principal recomendação é evitar aglomerações e se possível ficar em casa.

Diante disso, a quarentena foi estabelecida como sendo uma medida protetiva para evitar a disseminação da doença.

Durante esse período, surgem vários vídeos na internet de idosos “tentando fugir” de casa.  

Apesar dessas cenas serem engraçadas, existe aí um alerta quanto a saúde mental deles.

Por isso, é necessário redobrar a atenção e cuidados com a qualidade de vida deles.

Como cuidar da saúde mental dos idosos durante a quarentena

Justamente por causa da idade avançada e pela questão das doenças crônicas, os idosos fazem parte do grupo de risco da covid-19.

Diante disso, a recomendação é que eles fiquem em isolamento domiciliar.

Esse fator os obriga ainda mais a estarem, muitas vezes, sozinhos, deprimidos e ansiosos ao sentirem que estão presos dentro de casa sem ocupação.

Portanto, a técnica para cuidar da saúde mental do idoso durante a quarentena é distraí-los dentro de casa.

Conheça algumas dicas do que você pode fazer para ajudá-los.

Jogos de mesa

Uma excelente forma de distração é propor aos idosos jogos de mesa, como dominó, damas, baralho, entre outros.

Esse momento irá proporcionar algumas horas de descontração e também concentração para eles.

Contar e ouvir histórias

Geralmente os idosos gostam de contar histórias de seus antepassados.

Por isso, converse com eles e faça perguntas para relembrar de fatos agradáveis do passado.

Além disso, procure contar algumas histórias que aconteceram com você e peça conselhos.

Essa conversa vai ajudá-los a se distrair e também manter a memória ativa.

Atividades físicas

Incentive o idoso da sua casa a praticar atividades físicas leves e que estejam dentro das limitações dele.

Para quem mora em apartamento, um bom exemplo seria dançar na sala e fazer ginástica.

Caso residam em casa, caminhem pelo jardim e, se possível, até varrer o quintal.

Atividades extras

Muitos idosos têm o hábito de fazer alguma atividade como hobby.

Essa é uma excelente oportunidade de incentivá-los a dedicar mais tempo a esse hobby.

Pode ser costura, tricô, crochê, artesanato, carpintaria, tocar algum instrumento ou até mesmo cozinhar.

Organizar uma rotina

É muito importante organizar uma rotina para os idosos.

Estipule um horário para eles se levantarem, tomar banho, comer, fazer atividades extras e dormir.

Essa rotina vai manter a cabeça do idoso organizada, dando-lhe a impressão de que o dia está passando mais depressa.

Mantenha o contato

Se você não conviver com o idoso, sempre mantenha o contato através de telefonemas e mensagens, afinal, muitos deles utilizam a tecnologia.

Importante:

Além desses cuidados, fique atento para não tratar os idosos como “crianças”.

Eles precisam se sentir respeitados, dando opiniões sobre as decisões tomadas.

Se você agir de maneira contrária, eles poderão se sentir ainda mais incomodados, o que não é bom para a saúde mental.

Além disso, sempre que estiver perto de um idoso use máscara (veja como fazer máscara caseira) e faça a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

COMENTÁRIOS

VEJA TAMBÉM

Gostou deste artigo?

Cadastre seu email e receba novidades em sua caixa de mensagens e fique sempre atualizado e informado.

Curta