PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sérgio Hondjakoff, o ‘Cabeção’ de Malhação, culpa Globo por vício em drogas

Foto: Reprodução / Rede Sociais

Ator fala sobre pressões sociais e busca por aceitação que o levaram ao vício durante sua trajetória em Malhação.

Sérgio Hondjakoff, conhecido por seu papel como Cabeção na icônica novela Malhação da TV Globo, abriu o jogo durante uma entrevista ao podcast Papagaio Falante, revelando como o ambiente da produção contribuiu para seu envolvimento com o vício em drogas.

De acordo com o artista, que recentemente saiu de uma clínica de reabilitação após passar 10 meses internado, ele começou a usar entorpecentes como forma de se “encaixar socialmente”.

“Foi uma questão de inclusão social. Eu tinha um amigo que já havia experimentado maconha, se dava bem com as garotas, e acabei me inspirando nele e também experimentei”, relatou o ator, revelando que teve seu primeiro contato com drogas aos 14 anos.

Sérgio também admitiu que, durante o primeiro ano em Malhação, tentou controlar o consumo de drogas, mas sua relação com o personagem acabou agravando a situação.

“No último ano de Malhação, eu estava relaxado, frequentando festas demais e sem interesse em interpretar aquele personagem que já era meio infantil, lúdico. Eu queria papéis mais sérios, durões, traficantes armados. E foi aí que eu comecei a escorregar”, confessou o ator.

“Nos primeiros anos, eu mantinha tudo em segredo, era um jovem que fumava quando chegava em casa. No ambiente de trabalho, eu não me abria com ninguém, não conversava com ninguém, era muito reservado. No segundo ano de Malhação, conheci pessoas mais descoladas e comecei a me abrir um pouco mais, e foi a partir daí que tudo começou”, explicou Sérgio Hondjakoff.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE