PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

6G a caminho: China testa próxima geração de internet móvel

Foto: Photon photo/Shutterstock

A nova tecnologia pode superar as taxas de download do 5G em até 100 vezes e impactar áreas como entretenimento, automotiva e saúde.

Pesquisadores do Instituto 25 da Segunda Academia de Ciência e Indústria Aeroespacial da China realizaram pela primeira vez testes com a frequência de terahertz (THz), atingindo impressionantes 100 Gbps de velocidade de dados.

Essa inovação é vista como um passo fundamental para o desenvolvimento da tecnologia 6G, prevista para ser lançada em 2030, com potencial para superar em até 100 vezes as taxas de download do 5G.

No entanto, a tecnologia enfrenta desafios semelhantes aos da faixa mmWave (24 GHz a 100 GHz) usada no 5G, como sinais THz que não percorrem longas distâncias e têm dificuldade em penetrar nuvens e nevoeiros.

Apesar disso, as transmissões sem fio com essa nova tecnologia podem ser quase tão eficientes quanto as de fibra óptica.

Com os avanços na tecnologia sem fio, é esperado que ela ganhe cada vez mais espaço no mercado, superando as redes baseadas em fibra, que enfrentam desafios como altos custos, longos tempos de implantação e falta de flexibilidade na arquitetura. Projeções indicam que mais de 62% das estações base globais utilizarão tecnologia sem fio até 2023.

A 6G pode revolucionar diversas áreas, especialmente o entretenimento, a indústria automotiva e a saúde. Serviços esperados para o 5G, como carros autônomos, cirurgias remotas e cidades inteligentes, podem se concretizar com a chegada da nova tecnologia.

A disputa para liderar essa corrida tecnológica está em aberto, e o país que conseguir moldar a tecnologia 6G com suas inovações estará à frente na nova era de conectividade e serviços, transformando a maneira como as pessoas se relacionam e trabalham.

A 6G pode trazer benefícios significativos para áreas como exploração espacial, com transferências de dados em alta velocidade sendo cruciais para o desenvolvimento de novas espaçonaves e explorações mais profundas no espaço. Além disso, a tecnologia pode ser aplicada em transmissões de banda larga em curtas distâncias, proporcionando comunicações mais rápidas e eficientes em diversas aplicações.

Na área da saúde, a 6G pode proporcionar avanços importantes. Velocidades mais altas permitirão o uso mais eficiente de tecnologias de telemedicina, possibilitando diagnósticos mais precisos e tratamentos mais rápidos e eficazes. Cirurgias remotas também podem ser beneficiadas pela tecnologia 6G, ampliando a acessibilidade e a qualidade dos cuidados médicos.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE