PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Caçador de tesouros encontra anel de ouro de 1.400 anos e pode ganhar bolada

Foto: Reprodução / Dean Young

Encontrado em um campo em Essex, o anel de ouro maciço está repleto de granadas vermelhas e uma joia branca misteriosa.

Um caçador de tesouros, Dean Young, estava prestes a guardar seu detector de metais após um dia “terrível” de busca quando o alarme soou. Ao cavar 15 centímetros no campo arado em Essex, ele encontrou um deslumbrante anel de ouro.

Dean, de 47 anos, de Wickford, ficou surpreso com a descoberta e logo percebeu que se tratava de algo especial.

O que ele havia encontrado era um anel anglo-saxão de ouro maciço, “único” e com 1.400 anos de idade. O anel tem 20 mm de espessura, 35 mm de largura e pesa 7 gramas. Ele é adornado com granadas vermelhas que formam uma estrela de quatro pontas ao redor de uma joia branca “misteriosa” que, segundo Dean, deixou os especialistas perplexos.

A peça é finalizada com um elaborado padrão de corda que se estende ao redor do tesouro.

Foto: Reprodução / Dean Young

Acredita-se que o anel date de 650 d.C., quando o impiedoso senhor da guerra pagão, o rei Penda da Mércia, conhecido como “O Matador de Reis”, governava a região. Especialistas afirmam que o anel provavelmente pertencia a uma pessoa de alta posição.

Dean, que possui uma loja de antiguidades e recuperações, diz que está impressionado com a descoberta, já que detectores passaram pelo mesmo campo por mais de 20 anos e não encontraram nada de significativo.

Ele seguiu o procedimento correto, entregando o anel ao seu Oficial de Ligação de Achados local, que o encaminhou ao Museu Britânico para análise.

Foto: Reprodução / Dean Young

Agora, o museu terá a chance de fazer uma oferta a Dean pela joia. No entanto, ele afirma que especialistas acreditam que o tesouro poderia arrecadar até £40.000 em leilão e ele não aceitará ofertas baixas.

O Prof. Michael Lewis, chefe de Antiguidades Portáteis e Tesouros do Museu Britânico, disse que o anel destaca a habilidade dos artesãos anglo-saxões.

Pela Lei do Tesouro de 1996, os descobridores têm a obrigação legal de informar todos os achados de tesouros em potencial ao legista local no distrito em que a descoberta foi feita.

Um tesouro possui várias definições, mas os principais requisitos são ter até 200 anos de idade e mais de 10% do seu peso em metal precioso. Se uma recompensa for paga, ela é normalmente dividida igualmente entre o descobridor e o proprietário da terra.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE