PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ciclone extratropical provoca alerta de ressaca e ventos fortes no Sudeste do Brasil

Foto: Reprodução / Clima Tempo

Marinha emite aviso especial para o litoral da Região Sudeste, afetando de São Paulo ao Espírito Santo.

Um poderoso ciclone extratropical está avançando sobre o oceano na costa da Região Sudeste do Brasil. Embora esteja se deslocando para longe do país, o sistema gera ventos intensos sobre a superfície do mar, resultando em condições agitadas.

Devido à força dos ventos gerados pelo ciclone, a Marinha brasileira emitiu um aviso especial para ressaca ao longo do litoral da Região Sudeste, abrangendo desde Ilhabela, em São Paulo, até Linhares, no Espírito Santo. O mar pode apresentar ondas de 2,5 a 3,0 metros de altura.

Este aviso de ressaca permanece em vigor até às 21h da sexta-feira, 19 de maio.

Junto com o alerta de mar agitado, a Marinha também emitiu um aviso para ventos fortes na área costeira, estendendo-se de Maricá, no Rio De Janeiro, até Vitória, no Espírito Santo, cobrindo uma área de aproximadamente 555 quilômetros mar afora.

Este aviso de ventos fortes é válido até às 21h desta quinta-feira, 18 de maio.

As plataformas de petróleo da Petrobrás, situadas na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, já registraram fortes rajadas de vento causadas pelo ciclone extratropical desde a tarde de terça-feira.

As rajadas mais intensas foram observadas na plataforma Albacora, com velocidades variando entre 60 e 80 km/h. Entretanto, desde a madrugada desta quarta-feira, os ventos aumentaram ainda mais, com rajadas frequentes entre 70 e 85 km/h. Por volta da meia-noite e meia, uma rajada atingiu 92 km/h e, à 1h da madrugada, outra rajada alcançou a marca de 103 km/h.

Para o litoral norte do Rio de Janeiro e a região dos Lagos, as rajadas de vento podem alcançar velocidades entre 50 e 65 km/h.

A maioria das nuvens geradas por este ciclone permanece sobre o mar, porém, algumas conseguem chegar à costa, podendo causar pancadas de chuva. Isso está previsto para o Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 17 de maio. No entanto, qualquer chuva será de baixa intensidade e não há necessidade de alertas adicionais.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE