PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Era das séries de heróis da DC Comics está chegando ao fim

Foto: Reprodução / CW

Buscando reinvenção, a emissora CW pretende encerrar a produção de séries de super-heróis e atrair um público mais diversificado.

A indústria de cinema e televisão encontra-se em um ritmo acelerado de transformações. Após um período turbulento causado pela pandemia, há um sentimento de urgência em ajustar rotas e redefinir estratégias de emissoras, estúdios e distribuidoras. A CW, emissora famosa por trazer inúmeras séries infanto-juvenis de sucesso, encontra-se no epicentro dessas mudanças.

Sob a nova administração da Nexstar, a CW tem planos de reestruturar sua identidade. Este movimento deve marcar o encerramento da era de séries de super-heróis da DC Comics, um gênero que se tornou sinônimo da emissora nos últimos anos.

Embora a discussão sobre a saturação de séries de super-heróis esteja em voga, essa conversa não é recente. Gradativamente, a CW vem diminuindo o número de programas desse tipo e, agora, o universo Arrowverse está prestes a se despedir com o final da série “The Flash”.

Quanto ao futuro de “Superman & Lois” e “Gotham Knights”, ainda não há um caminho definido. “Os super-heróis foram nossa marca registrada por muito tempo. Enquanto olhamos para o futuro e tentamos expandir e tornar a emissora mais lucrativa, a verdade é que, apesar de todos nós amarmos essas séries, elas não estão rendendo como antes ”, disse Brad Schwartz, presidente de entretenimento da CW.

Com a nova direção, Schwartz e Dennis Miller, presidente da CW, planejam atrair um público mais maduro, alvo desejado pelos anunciantes da faixa etária de 18 a 49 anos. No entanto, a emissora se compromete a continuar produzindo conteúdo voltado para os mais jovens.

“Os jovens adultos não estão se sintonizando na televisão tradicional atualmente”, observou Miller, destacando que a tendência é buscar programas como “Euphoria”, “Stranger Things” e “Wandinha”, que são produções de serviços de streaming. “Esse público deixou a TV aberta, e aí surge a oportunidade que temos de ampliar nossa audiência.”

“Precisamos escolher programas que acreditamos que podem crescer, ser lucrativos, reter público e nos quais podemos apoiar a divulgação de outras séries”, disse Schwartz, ao comentar sobre a atual escassez de séries de super-heróis na grade da emissora.

A temporada final de “The Flash” sinaliza o término do Arrowverse como o conhecemos. Ainda que outras séries continuem, é esperado que a trama de super-heróis dê uma pausa na programação da CW.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE