PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Flamengo sofre virada do Aucas e estreia com derrota na Libertadores

Foto: Cristina Vega / Reuters

Rubro-Negro desaba no segundo tempo e perde a invencibilidade de 14 jogos fora de casa.

O Flamengo, atual campeão continental, estreou na Libertadores com derrota de virada para o Aucas, do Equador, pelo placar de 2×1. Com o revés, o Rubro-Negro perde a invencibilidade de 14 jogos como visitante na competição.

A última vez que o Flamengo havia sido derrotado em uma estreia da Libertadores foi em fevereiro de 2014, quando foi superado, também por 2×1, pelo Léon, do México.

A partida teve dois tempos muito distintos para a equipe comandada por Vítor Pereira. Na primeira etapa, o time alternativo colocado em campo pelo português criou oportunidades e foi melhor que os donos da casa.

O Rubro-Negro chegou a abrir o placar aos 38’, em jogada individual de Matheus França. O garoto passou por três marcadores e tocou por entre as pernas do goleiro Galíndez.

Até aquele momento, pouco havia acontecido. O Aucas se retraía e tentava explorar o contra-ataque, mas não era efetivo na definição das jogadas. Já o Flamengo rondava, cadenciava, mas era pouco contundente.

No segundo tempo, porém, a coisa mudou. Os equatorianos voltaram com uma postura completamente diferente e passaram a pressionar a saída de bola rubro-negra, levando perigo.

O empate já parecia maduro quando, aos 12’, Eryc Castillo recebeu na esquerda, se livrou da marcação de Pablo e bateu forte no canto direito, sem chances de defesa para Santos.

O Aucas ainda marcaria o segundo com o próprio Castillo, mas o VAR foi acionado e o árbitro da partida assinalou falta em Varela, anulando o gol.

Mas o destino seria cruel com o Rubro-Negro. Aos 39’, Cuero lançou o experiente Ordoñez entre os zagueiros, Santos saiu mal e o camisa 17 tocou por cima, dando números finais ao confronto.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo (9) contra o Fluminense, às 18h (horário de Brasília), pela partida de volta da final do Campeonato Carioca.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE