PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Golpe envolvendo site falso da Shein é divulgado por influenciadores digitais

Foto: Reprodução / Instagram

Usuários são enganados com promessa de ganhar dinheiro avaliando roupas da marca em suposto aplicativo.

Influenciadores digitais têm divulgado um site fraudulento que se passa pela loja Shein, induzindo os usuários a caírem em um golpe bancário.

Nas redes sociais, as influenciadoras alegam ser possível ganhar dinheiro avaliando roupas da marca através de um aplicativo.

Contatada pelo G1, a Shein afirmou não ser responsável pela campanha e considerá-la uma fraude.

A empresa disse ter tomado medidas legais adequadas para combater o uso indevido de sua marca e orientou os consumidores a não se cadastrarem no site em questão.

Influenciadores como Pétala Barreiros, Yanka Barreiros, Nadja Pessoa, Jéssica Amaral, Kerline (ex-BBB), Davi Mateus, Victória Azevedo, Mariana Menezes e Emily Garcia compartilharam um link para o site falso. Seus perfis no Instagram somam entre 210 mil e 5,4 milhões de seguidores.

Nos vídeos publicados, os influenciadores afirmam que um novo aplicativo seria a estratégia das marcas para se recuperar de uma suposta crise gerada por coleções mal sucedidas.

Eles criam um senso de urgência sugerindo que há poucas “vagas” disponíveis para o suposto aplicativo.

Entretanto, não há aplicativo algum. O link divulgado direciona os usuários a um site que busca enganá-los a pagar uma taxa para supostamente ganhar dinheiro com avaliações e fornecer informações pessoais e bancárias.

Os vídeos apresentam dois sites: Money Looks, no qual os influenciadores exibem supostas avaliações das roupas, e Segredo Dinheiro, que também utiliza a marca Money Looks. Nenhum dos dois sites, no entanto, pertence à Shein.

Segundo o Registro.br, o responsável pelo primeiro site é Samuel Lago Fogaça.

O Instagram informou que proíbe atividades fraudulentas e está aprimorando sua tecnologia para combater práticas suspeitas, incentivando os usuários a denunciar vídeos que possam estar promovendo fraudes.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE