PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Governo do Egito afirma que Cleópatra tinha “pele branca e traços helênicos”

Foto: Reprodução/Netflix

Declaração vem após série documental da Netflix retratar Cleópatra como uma mulher negra.

O Ministério de Antiguidades do Egito afirmou na última quinta-feira, 27, que Cleópatra tinha “a pele branca e traços helênicos”. 

A declaração vem após polêmicas geradas pela nova série documental da Netflix que retrata a soberana como uma mulher negra.

Segundo Mustafa Waziri, chefe de Antiguidades do Egito, representar a rainha como uma mulher negra é apenas “uma falsificação da história egípcia”. 

Internautas e comentaristas denunciam campanhas de grupos afro-americanos que reivindicam a origem da civilização egípcia.

No último dia 20 de abril, um advogado no Egito processou a Netflix, alegando que a série “apaga a identidade egípcia”. 

Outro argumento usado foi de um arqueólogo que afirma que Cleópatra tinha “pele clara, não negra”.

Porém, em defesa, o produtor da série afirma que a ascendência da rainha do Egito “é altamente debatida”. 

A atriz Adele James, que interpreta Cleópatra na série, também publicou no Twitter capturas de tela com comentários racistas e respondeu: “não estou aqui para apaziguar as pessoas, mas para contar histórias”.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE