PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Rapper gera polêmica ao distribuir cigarros de maconha em igreja no México

Foto: Reprodução/Twitter

Artista gravou vídeo no altar, gerando críticas de católicos e explicação do padre responsável pelo local.

O rapper mexicano Alemán causou polêmica nas redes sociais após gravar um vídeo no Santuário de Guadalupano, na cidade do México, em que aparece distribuindo cigarros de maconha para os fiéis que passavam à sua frente.

No vídeo, o artista está vestido com uma batina roxa e distribui os cigarros como se fossem hóstias, que representam o corpo de Jesus Cristo na missa católica.

Segundo o jornal El País, o padre Luis Armando González Torres, responsável pelo santuário, autorizou Alemán a gravar o vídeo de seu próximo single nas instalações do local.

No entanto, as imagens compartilhadas nas redes sociais geraram muitas críticas e indignação dos católicos. Confira:

Diante das críticas, o padre responsável pelo recinto veio a público para esclarecer a situação. Ele explicou que autorizou a gravação nas instalações do santuário, mas apenas o momento em que o rapper está em cima do altar foi compartilhado na internet, tirando a situação do contexto.

O padre também enfatizou que autorizou a gravação do clipe, mas destacou que o rapper e sua equipe não poderiam subir ao altar. No entanto, Alemán não teria cumprido o acordo.

Em suas redes sociais, o rapper se manifestou sobre o ocorrido e pediu desculpas aos católicos que se sentiram ofendidos com a presença dele no altar. Ele disse que o vídeo é um pedido de desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas e que a música é super positiva, que sabe que os fiéis vão gostar, principalmente a comunidade do Santuário Guadalupano.

Embora o padre tenha destacado que “as portas estão abertas, como diz o Papa Francisco, e não somos ninguém para julgar a vida de ninguém”, o episódio gerou críticas nas redes sociais e coloca em questão a autorização dada para a gravação do vídeo no santuário.

Tópicos
Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE