Sindicato diz que médicos estão sofrendo pressão para colocar covid-19 como causa de morte em atestados

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Profissionais estariam sendo pressionados a atestar o resultado dos óbitos como “suspeita de covid-19”, sem realizar exames mais precisos.

O Sindicato dos Médicos do Ceará acionou o Ministério Público do Ceará (MP – CE) para investigar supostas denúncias que o órgão vem recebendo.  

Segundo o site do Sindicato, os profissionais estariam sofrendo pressão para atestar óbitos no estado como suspeita de covid-19 sem fazer exames mais elaborados.

No documento encaminhado à Promotoria, o órgão se coloca à disposição para esclarecimentos, auxílios ou atos que sejam necessários.

A entidade também solicitou ao MP a criação de um canal de comunicação específico para que os médicos que sofreram a suposta pressão possam realizar denúncias de forma virtual, por videoconferência, ou pessoalmente ao MP, podendo também apresentar provas materiais (se houver) e solicitar sigilo caso achem necessário.

Segundo o presidente do Sindicato, doutor Edmar Fernandes, esta ação que estaria sendo imposta aos profissionais é totalmente contrária às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e do protocolo internacional durante epidemias.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

VEJA TAMBÉM

CURTA o CPN

Que tal curtir nossa página?