Truque com leite para deixar o bife de fígado macio e sem cheiro forte

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Adicione esta proteína ao seu cardápio e fortaleça sua saúde.

No Brasil, geralmente o fígado bovino é consumido em forma de bife frito, porém, não é um prato apreciado por grande parte dos paladares brasileiros.

Entre as críticas mais comuns ao prato, está o cheiro e o sabor, que fazem várias pessoas desperdiçarem os inúmeros benefícios para a saúde.

O que muitos não sabem, é que fígado de boi é um alimento nutritivo e rico em vitaminas.

Confira o que ele proporciona para sua saúde e também como prepará-lo de forma que fique menos ácido e sem o cheiro forte.

Benefícios do fígado bovino:

Os benefícios proporcionados pelo fígado bovino são diversos.

Entre as vitaminas e compostos benéficos presentes no fígado de boi, estão as vitaminas  A e D, vitaminas do complexo B, ácido fólico, ferro, riboflavina, selênio, cobre e zinco.

Vitamina A

O fígado bovino contém vitamina A, inclusive, em quantidade maior que outros alimento, como por exemplo queijo, ovos, peixe, leite e iogurte.

Esta vitamina exerce um papel importante para manter o sistema imune saudável.

Além disso, é essencial para o fortalecimento dos ossos, para evitar falhas na divisão celular e também para manter a pele e a visão saudáveis.

Vitaminas do complexo B

O fígado bovino fé rico em vitaminas do complexo B, como B1, B2, B3, B6, B9 e B12.

Essas vitaminas auxiliam o organismo na metabolização dos alimentos.

Elas também contribuem para a produção de células vermelhas do sangue e protegem o sistema nervoso.

Vitamina D

O fígado é um dos poucos alimentos ricos em vitamina D.

A cada porção de 100 gramas, ele fornece 12% da quantidade diária recomendada

A vitamina D desempenha um papel fundamental na saúde óssea, sistema imune e também na redução de inflamação nas juntas e articulações.

Ferro

Este alimento é rico em ferro, nutriente que, se estiver escasso no organismo, pode causar anemia, fadiga, arritmias cardíacas, entre outras condições que acometem a saúde.

Cobre e selênio

O cobre e selênio, presentes no alimento, ajudam a reduzir algumas condições inflamatórias, como asma e artrite.

O cobre, por sua vez, atua como um forte antioxidante, atuando diretamente para a recuperação dos tecidos.

Zinco

Por ser componente de várias enzimas, o zinco é fundamental para manter a boa saúde do nosso corpo.

A falta desse nutriente pode ocasionar em um sistema imunológico fraco, além de causar problemas de memória.

Como escolher o melhor bife de fígado no supermercado:

Primeiramente evite o produto congelado, pois o processo de descongelamento fará com que o alimento perca muitas propriedades e sofra alteração no sabor.

Pressione a carne com um dedo.

Caso o formato do dedo permaneça por um tempo, o fígado está macio e fresco.

Porém, se estiver duro e você sentir dificuldades ao apertá-lo, não está bom para o consumo.

Analisar a cor também irá lhe ajudar.

Para que o produto seja fresco, ele deve ter uma cor aproximada do vermelho cereja, além de estar brilhante e com a superfície bem lisinha.

Modo de preparo de fígado

Evite bifes muito grossos, pois, quanto mais grosso for, maior será o cheiro e o sabor.

Por isso, opte por cortá-los bem fino, para facilitar o preparo e também acertar o ponto.

Além disso, o tempero é fundamental para dar sabor, e um truque muito simples irá eliminar o odor forte e deixar o fígado macio e com mais sabor.

Trata-se do leite.

Isso mesmo!

Embora pareça estranho, este truque funciona: antes de temperar o fígado, coloque cerca de oito colheres (sopa) de leite para cada meio quilo de bife.

No tempero, você pode usar sal, pimenta-do-reino, mostarda, azeite de oliva, alho, cebola – enfim, os condimentos da sua preferência.

Tempere bem o fígado e deixe-o na geladeira marinando no leite por mais ou menos 30 minutos a uma hora.

Após o tempo programado, escorra o excesso de leite e frite os bifes normalmente.

Você verá que com essas dicas seus bifes de fígado vão ficar muito mais saborosos.

Contraindicações

Embora possua muitos benefícios para a saúde, existem também algumas restrições para o consumo de fígado.

Pessoas com o colesterol alto devem evitar o alimento, devido à elevada quantidade de gordura existente no fígado

Gestantes também não devem consumir, porque a vitamina A presente no alimento pode prejudicar a formação do feto

Pelo fato de aumentar o ácido úrico no corpo, pessoas que sofrem com gota devem evitar o consumo de fígado

Além disso, cada organismo é único e reage de maneira diferente.

Desse modo, sempre consulte um profissional da saúde, especialmente um nutricionista, para saber a quantidade adequada de fígado bovino que você deve consumir.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

VEJA TAMBÉM

CURTA o CPN

Que tal curtir nossa página?